Questão 04

Qual a sua reação?
Essa foi fácil
Essa foi fácil
0
Mais um ponto
Mais um ponto
0
Consegui acertar
Consegui acertar
0
Rindo de nervorso
Rindo de nervorso
0
Tenho que estudar
Tenho que estudar
0
Quase desistindo
Quase desistindo
0

(UFRGS 2015)Observe as figuras abaixo. Considere as seguintes afirmações sobre o processo escravista no Brasil.

Resolução em vídeo logo abaixo da questão

UFRGS 2015 observe as figuras abaixo

 

(UFRGS 2015) Observe as figuras abaixo. Considere as seguintes afirmações sobre o processo escravista no Brasil.

I – As relações sociais entre senhores e escravos, no Brasil, eram definidas pelo equilíbrio de poder estabelecido pela miscigenação, conferindo à experiência histórica brasileira o caráter de “democracia racial”.

II – Os africanos deportados da África para a América desenvolveram mecanismos de sociabilidade, constituindo famílias e formas de identidades sociais.

III- A Lei Áurea, além da emancipação dos escravos, decretava uma série de
benefícios sociais e políticos para os libertos.

Quais estão corretas?
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas III.
(D) Apenas I e II.
(E) I, II e III.

Ver Gabarito Gabarito: Item B


Assunto: Escravidão Negra no Brasil
Correção: Professora Nanda Mota

Conteúdos Sugeridos

Aula sobre Escravidão Negra

Siga-nos em nossas redes sociais.

Youtube
Facebook
Instagram
Twitte

Questão 03

Qual a sua reação?
Essa foi fácil
Essa foi fácil
1
Mais um ponto
Mais um ponto
0
Consegui acertar
Consegui acertar
0
Rindo de nervorso
Rindo de nervorso
0
Tenho que estudar
Tenho que estudar
0
Quase desistindo
Quase desistindo
1

Foto de Militão, São Paulo, 1879. ALENCASTRO, L. F. (org). História da vida privada no Brasil. Império: a corte e a modernidade nacional. São Paulo: Cia. das Letras, 1997. (Foto: Reprodução/Enem)

ENEM – Que aspecto histórico da escravidão no Brasil do séc. XIX pode ser identificado a partir da análise do vestuário do casal retratado acima?

Resolução em vídeo logo abaixo da questão

A – O uso de trajes simples indica a rápida incorporação dos ex-escravos ao mundo do trabalho urbano.

B – A presença de acessórios como chapéu e sombrinha aponta para a manutenção de elementos culturais de origem africana.

C – O uso de sapatos é um importante elemento de diferenciação social entre negros libertos ou em melhores condições na ordem escravocrata.

D – A utilização do paletó e do vestido demonstra a tentativa de assimilação de um estilo europeu como forma de distinção em relação aos brasileiros.

E – A adoção de roupas próprias para o trabalho doméstico tinha como finalidade demarcar as fronteiras da exclusão social naquele contexto.

Ver Gabarito Gabarito: Item C

Assunto: Escravidão Negra no Brasil
Correção: Professora Nanda Mota

Resolução em vídeo questão ENEM – Que aspecto histórico da escravidão …

Aulas e questões sugeridas

Imperialismo e Neocolonialismo
ENEM 2019 – Questão 87 – Sociologia

Siga-nos em nossas redes sociais.

Youtube
Facebook
Instagram
Twitter

 

Questão 02

Qual a sua reação?
Essa foi fácil
Essa foi fácil
0
Mais um ponto
Mais um ponto
0
Consegui acertar
Consegui acertar
0
Rindo de nervorso
Rindo de nervorso
0
Tenho que estudar
Tenho que estudar
0
Quase desistindo
Quase desistindo
0

UNISC 2012  – Sobre o instituto da escravidão que existiu legalmente no Brasil, durante os períodos colonial e imperial, é correto afirmar que ( , )

Resolução em vídeo logo abaixo da questão

I- Os negros se adaptaram muito bem ao trabalho cativo. Enquanto, na África, passavam fome e miséria, no Brasil, recebiam alimentação, habitação e vestuário, o que lhes proporcionou ascensão social.
II- Os índios não foram utilizados nas lavouras de canade-açúcar e de café porque eram inaptos para o trabalho. Eram fisicamente fracos para atividades pesadas e excessivamente indolentes e preguiçosos.
III- O escravismo dos tempos modernos superou, em muito, o greco-romano. Em termos gerais, na América negreira, o cativo conheceu condições de existência bem mais desumanas do que na Antiguidade.
IV- Embora a escravatura fosse oficialmente abolida em 1888, atualmente, ainda ocorrem no Brasil e em vários países do mundo formas de trabalho consideradas escravistas.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente a afirmativa II está correta.
b) Somente as afirmativas I e II estão corretas.
c) Somente as afirmativas II e III estão corretas.
d) Somente as afirmativas III e IV estão corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV estão corretas.

Ver Gabarito Gabarito: Item D

Assunto: Escravidão Negra no Brasil
Correção: Professora Nanda Mota

Resolução em vídeo questão UNISC 2012  – Sobre o instituto da escravidão que existiu legalmente no Brasil,

Ex 1: Escravidão negra

Siga-nos em nossas redes sociais.

Youtube
Facebook
Instagram
Twitter

Questão 01

Qual a sua reação?
Essa foi fácil
Essa foi fácil
1
Mais um ponto
Mais um ponto
0
Consegui acertar
Consegui acertar
1
Rindo de nervorso
Rindo de nervorso
0
Tenho que estudar
Tenho que estudar
0
Quase desistindo
Quase desistindo
0

UEG 2013/1 – O caso de uma Rosa Gomes, escrava do alferes José Gomes de Barros. Muita conhecida no tempo […], a escrava diligente havia juntado pecúlio para comprar quatro escravos a crédito, incluindo uma mãe e filho. No entanto o alferes, seu senhor, não ajustava preço para a Rosa comprar a própria liberdade, lançando valores fantásticos, irreais. Luís da Cunha, em ordem pública, interveio na pendenga, forçando José Gomes de Barros a contratar com justeza a alforria da escrava, apontando-lhe vilmente incorrer em ludibrio de sua honra e do caráter de alferes da companhia de nobreza por agir erradamente com a serva.

Resolução em vídeo logo abaixo da questão

BERTRAN, Paulo (Org.). Notícia geral da Capitania de Goiás. Goiânia: UCG/UFG, 1996. p. 23-24.

O fato citado aconteceu em Vila Boa de Goiás, em 1783, durante a administração do governador Luís da Cunha Menezes. Ele demonstra que, na sociedade goiana do século XVIII, havia

a) uma concepção de escravidão que permitia ao escravo negro uma considerável margem de ação econômica.

b) uma concepção de escravidão que se legitimava não apenas na coerção física, mas também no direito consuetudinário.

c) um modelo de administração pública na qual o governador das capitanias era uma figura meramente decorativa.

d) um modelo de escravidão marcado pela concepção de que o escravo era juridicamente similar a um animal de carga.

Gabarito: Item A

Assunto: Escravidão Africana no Brasil
Correção: Professora Nanda Mota.

Assuntos abordados
– Quando inicia a Escravidão africana no Brasil?
– Lógica do uso de mão de obra africana.
– O que foi a Região das Minas Gerais?
– Fim das capitanias hereditárias.

Aulas relacionadas

Conjuração Baiana

Siga-nos em nossas redes sociais.

Youtube
Facebook
Instagram
Twitter

Questão 87

Qual a sua reação?
Essa foi fácil
Essa foi fácil
0
Mais um ponto
Mais um ponto
0
Consegui acertar
Consegui acertar
0
Rindo de nervorso
Rindo de nervorso
0
Tenho que estudar
Tenho que estudar
0
Quase desistindo
Quase desistindo
0

Questões resolvidas ENEM 2020
Questão 87: ENEM 2020 – História
Comentário Profa. Nanda Mota

ENEM 2020

Na Grécia, o conceito de povo abrange tão somente aqueles indivíduos considerados cidadãos. Assim é possível perceber que o conceito de povo era muito restritivo. Mesmo tendo isso em conta, a forma democrática vivenciada e experimentada pelos gregos atenienses nos séculos IV e V a.C. pode ser caracterizada, fundamentalmente, como direta.

MANDUCO, A. Ciência política. São Paulo: Saraiva, 2011.

Naquele contexto, a emergência do sistema de governo mencionado no excerto promoveu o(a)

a) competição para a escolha de representantes.
b) campanha pela revitalização das oligarquias.
c) estabelecimento de mandatos temporários.
d) declínio da sociedade civil organizada.
e) participação no exercício do poder.

Gabarito Item E

Questões sugeridas

ENEM 2020 – Questão 125 – Biologia
ENEM – Questão Iluminismo
ENEM – Independência do EUA
ENEM – Questão Montesquieu
ENEM 2020 – Questão 86 – Filosofia

Questão 83

Qual a sua reação?
Essa foi fácil
Essa foi fácil
0
Mais um ponto
Mais um ponto
0
Consegui acertar
Consegui acertar
0
Rindo de nervorso
Rindo de nervorso
0
Tenho que estudar
Tenho que estudar
0
Quase desistindo
Quase desistindo
0

Questão 81: ENEM 2020 – História
Comentário Profa. Nanda Mota

Conteúdo Sugerido: Reforma Protestante

ENEM 2020

Ao abrigo do teto, sua jornada de fé começava na sala de jantar. Na pequena célula cristã, dividia-se a refeição e durante elas os crentes conversavam, rezavam e liam cartas de correligionários residentes em locais diferentes do Império Romano (século II da Era Cristã). Esse ambiente garantia peculiar apoio emocional às experiências intensamente individuais que abrigava.

SENNET, R. Carne e pedra. Rio de Janeiro: Record, 2008.

Um motivo que explica a ambientação da prática descrita no texto encontra-se no(a)

a)regra judaica, que pregava a superioridade espiritual dos cultos das sinagogas.
b) moralismo da legislação, que dificultava as reuniões abertas da juventude livre.
c) adesão do patriciado, que subvertia o conceito original dos valores estrangeiros.
d) decisão política, que censurava as manifestações públicas da doutrina dissidente.
e)violência senhorial, que impunha a desestruturação forçada das famílias escravas.

Gabarito: Item D

[yith_wcds_donations donation_amount=”6|10|20|30″ donation_amount_style=”label”]

Questões sugeridas

ERGS 2008 – Questão sobre fordismo – Geografia
ENEM 2020 – Questão 140 (Geometria Plana) – Matemática
ENEM 2009 – Questão 61 (Getúlio Vargas)

Questão 81

Qual a sua reação?
Essa foi fácil
Essa foi fácil
0
Mais um ponto
Mais um ponto
0
Consegui acertar
Consegui acertar
0
Rindo de nervorso
Rindo de nervorso
0
Tenho que estudar
Tenho que estudar
0
Quase desistindo
Quase desistindo
0

Questão 81: ENEM 2020 – História
Comentário Profa. Nanda Mota

Conteúdo Sugerido: Escravidão Negra no Brasil | Povos pre-cabralinos

ENEM 2020

Porque todos confessamos não se poder viver sem alguns escravos, que busquem a lenha e a água, e façam cada dia o pão que se come, e outros serviços que não são possíveis poderem-se fazer pelos Irmãos Jesuítas, máxime sendo tão poucos, que seria necessário deixar as confissões e tudo mais. Pareceme que a Companhia de Jesus deve ter e adquirir escravos, justamente, por meios que as Constituições permitem, quando puder para nossos colégios e casas de meninos.

LEITE, S. História da Companhia de Jesus no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1938 (adaptado).

O texto explicita premissas da expansão ultramarina portuguesa ao buscar justificar a

a) propagação do ideário cristão.
b) valorização do trabalho braçal.
c) adoção do cativeiro na Colônia.
d) adesão ao ascetismo contemplativo.
e) alfabetização dos indígenas nas Missões

Gabarito: Item B

Questões sugeridas

Exercício: Escravidão Negra no Brasil
ENEM 2020 – Questão 119 – Biologia
ENEM 2020 – Questão 119 – Química
ENEM 2018 – Questão sobre eletricidade
ENEM 2020 –  Questão 61 – Geografia

Questão 80

Qual a sua reação?
Essa foi fácil
Essa foi fácil
0
Mais um ponto
Mais um ponto
0
Consegui acertar
Consegui acertar
0
Rindo de nervorso
Rindo de nervorso
0
Tenho que estudar
Tenho que estudar
0
Quase desistindo
Quase desistindo
0

Questão 48: ENEM 2020 – História
Correção: Professora Nanda Mota.

ENEM 2020

Os seringueiros amazônicos eram invisíveis no cenário nacional nos anos 1970. Começaram a se articular como um movimento agrário no início dos anos 1980, e na década seguinte conseguiram reconhecimento nacional, obtendo a implantação das primeiras reservas extrativas após o assassinato de Chico Mendes. Assim, em vinte anos, os camponeses da floresta passaram da invisibilidade à posição de paradigma de desenvolvimento sustentável com participação popular.

ALMEIDA, M. W. B. Direitos à floresta e ambientalismo: seringueiros e suas lutas.
Revista Brasileira de Ciências Sociais, n. 55, 2004.

De acordo com o texto, a visibilidade dos seringueiros amazônicos foi estabelecida pela relação entre

a)crescimento econômico e migração de trabalhadores.
b) produção de borracha e escassez de recursos naturais.
c) reivindicação de terra e preservação de mata nativa.
d) incentivo governamental e conservação de territórios.
e) modernização de plantio e comércio de látex.

Gabarito: Item C

Questões sugeridas

ENEM 2020 – Questão 80 – Geografia
ENEM 2012 – Questão Era Vargas
ENEM 2020 – Questão 117 – Biologia
ENEM 2020 – Questão 148 -Matemática

Questão 79

Qual a sua reação?
Essa foi fácil
Essa foi fácil
0
Mais um ponto
Mais um ponto
0
Consegui acertar
Consegui acertar
0
Rindo de nervorso
Rindo de nervorso
0
Tenho que estudar
Tenho que estudar
0
Quase desistindo
Quase desistindo
0

Questão 79: ENEM 2020 – História
Comentário Profa. Nanda Mota

Aula recomendada: Escravidão Negra no Brasil

ENEM 2020

O fenômeno histórico conhecido como “tráfico de coolies” esteve associado diretamente ao período que vai do final da década de 1840 até o ano de 1874, quando milhares de chineses foram encaminhados principalmente para Cuba e Peru e muitos abusos no recrutamento de mão de obra foram identificados. O tráfico de coolies ou, em outros termos, o transporte por meios coativos de mão de obra de um lugar para outro, foi comparado ao tráfico africano de escravos por muitos periodistas e analistas do século XIX.

SANTOS, M. A. Migrações e trabalho sob contrato no século XIX. História, n. 12, 2017

A comparação mencionada no texto foi possível em razão da seguinte característica:

a) Oferta de contrato formal.
b) Origem étnica dos grupos de trabalhadores.
c) Conhecimento das tarefas desenvolvidas.
d) Controle opressivo das vidas dos indivíduos.
e) Investimento requerido dos empregadores.

Gabarito: Item D

Questões recomendadas

ENEM 2019 – Questão 127 – Biologia
UFG 2013 – Reforma Agrária
ENEM 2019 – Questão 84 – História

 

Questão 68

Qual a sua reação?
Essa foi fácil
Essa foi fácil
0
Mais um ponto
Mais um ponto
0
Consegui acertar
Consegui acertar
0
Rindo de nervorso
Rindo de nervorso
0
Tenho que estudar
Tenho que estudar
0
Quase desistindo
Quase desistindo
0

Questão 68, ENEM 2020 – História
Profa. Nanda Mota

ENEM 2020

A reabilitação da biografia histórica integrou as aquisições da história social e cultural, oferecendo aos diferentes atores históricos uma importância diferenciada, distinta, individual. Mas não se tratava mais de fazer, simplesmente, a história dos grandes nomes, em formato hagiográfico — quase uma vida de santo —, sem problemas, nem máculas. Mas de examinar os atores (ou o ator) célebres ou não, como testemunhas, como refl exos, como reveladores de uma época.

DEL PRIORE, M. Biografi a:
quando o indivíduo encontra a história. Topoi, n. 19, jul.-dez. 2009

De acordo com o texto, novos estudos têm valorizado a história do indivíduo por se constituir como possibilidade de

a)adesão ao método positivista.

b) expressão do papel das elites.

c) resgate das narrativas heroicas.

d) acesso ao cotidiano das comunidades.

e) interpretação das manifestações do divino.

Gabarito ITEM: D

Questões sugeridas

Escravidão negra no Brasil
Era Vargas
Era Vargas II
Era Vargas III

Aula sugerida

Cagaço